Diferenças de Hospedagens no Kruger Park, África do Sul

As diferenças entre se hospedar num lodge, num rest camp ou num hotel.


  • Hospedando-se nos lodges


Você pode se hospedar em um lodge, numa das reservas privadas adjacentes ao parque, na região chamada de Greater Kruger.


A diferença é que dentro do Kruger só é permitido circular nas estradas delimitadas. Já nas reservas privadas os veículos de safári podem fazer off road e ir aonde  quiserem. Outra grande diferença é que os lodges geralmente são acomodações 5 estrelas (mas também existem de 4 e 3), com sistema all-inclusive e dois safáris por dia também inclusos. São feitos geralmente com poucas pessoas por carro e no caminho sempre há uma pausa para um breve piquenique.


No restante do dia você aproveita a piscina, o spa e demais áreas do lodge, como também da sua suíte que geralmente é um arraso.


Nessa opção não se pode fazer self-safari (onde você procura os animais dentro do seu próprio carro), o que também é uma vantagem, pois desta forma há menos carros em circulação.


As reservas privadas adjacentes ao Kruger são:

 · The Klaserie

 · Timbavati

 · Manyeleti

 · Mala Mala

 · Sabie Sand


Há também reservas privadas próximas ao Kruger. As mais famosas são:

 · Kapama

 · Moditlo

 · Thornybush

 · Balule

 · Makutse


Dentro de uma reserva geralmente há diversos lodges. Os preços e o ‘nível de luxo’ variam de uma para a outra.


Algumas fotos para inspirar:





  • Hospedando-se nos main rest camps do Kruger


O Kruger é subdividido em 12 main rest camps. Em função do tamanho do Kruger, cada camp vai tendo as suas próprias características, como incidência de animais, modificação da flora e assim por diante. Os rest camps do Norte são mais selvagens e mais vazios. Os do Sul têm maior incidência de animais e também estão mais próximos dos aeroportos de Nelspruit e Hoedspruit.


O Skukuza Camp é o maior rest camp dentro do Kruger, o mais antigo e com maior estrutura. Outro camp bem popular na parte Sul é o Lower Sabie, que fica nas proximidades do rio e por isso sempre há mais chances de se ver animais, então é uma ótima opção. Só que por esse detalhe e por ser um camp menor é obrigatório reservar com bastante antecedência. Outra sugestão que deixamos de camp é o Satara, também com ótima estrutura, mas menor que o Skukuza.

Dentro dos camps sempre há lojas de conveniência, supermercado, restaurante e caixa eletrônico.


Essas são as descrições das categorias descritas no próprio site do Kruger das acomodações dentro dos camps:

· Camping – como você deve imaginar, local para acampar com barracas, motorhomes e coisas desse tipo. A maioria dos camps tem energia elétrica.

· Hut – quartos individuais com cozinha e lavatórios comunitários.

· Safari Tent – tendas de lona fixas (diferentes de barracas). Algumas são com cozinha e lavatórios comunitários e outras completamente equipadas e um pouco mais confortáveis.

· Bungalow – quartos individuais com banheiros dentro deles. Alguns bungalows tem uma área de cozinha própria e outros cozinha comunitária.

· Cottage – unidades com 1 quarto individual, sala de estar, banheiro e cozinha privativos.

· Family Cottage – unidades com diversos quartos (a partir de 2), sala de estar, banheiro e cozinha privativos.

· Guest Cottage – unidades com diversos quartos (a partir de 2), dos quais um será suite. Sala de estar, banheiro e cozinha privativos. Cozinha completa com todos os utensílios.

· Guest House – casas com vários quartos e banheiros. Geralmente tem um lounge/bar e vista exclusiva.


Percebam que não há acomodações luxuosas, porém há ótimas e confortáveis opções. Também não há nada incluso na tarifa, além da hospedagem, e você necessariamente precisa estar de carro, pois não há transfer para te levar do portão ao seu camp.


Os games drives duram em torno de 2h a 3h e acontecem 3 vezes ao dia. São eles: o sunrise, sunset e night drive (o primeiro e o último só consegue fazer quem está hospedado dentro do Kruger, por causa dos horários de abertura e fechamento do parque). O safári é feito em carros 4x4 (típicos de safári) e com cobertura. Você não precisa fazer os três safáris por dia, apenas reservar e pagar previamente os safáris que quer fazer.

No restante do tempo você pode realizar safári por conta própria dentro do seu carro ou curtir as instalações do seu camp e descansar.


Para fechar as acomodações e reservar os games drives tudo é feito diretamente pelo site do Kruger (https://www.sanparks.org/parks/kruger/). Ele é todo em inglês e com tantas abas e informações que você pode ficar perdido. Mas depois de vasculhar bem e entendê-lo ele se torna bem funcional e com muitas informações de grande ajuda. Para os nossos clientes a gente sempre faz o fechamento por eles.






  • Hospedando-se nas cidades próximas ao Kruger


Próximo ao Kruger há diversas cidades: Hoedspruit, Hazyview, Malelane, White River, Nelspruit e Komatipoort.

Vindo de Joanesburgo, Hazyview é a cidade mais próxima e fica há 10 minutos de algumas entradas do parque. Nelspruit é a que maior estrutura, aeroporto, ótimos restaurantes, shoppings e outras opções de turismo, mas fica mais longe, cerca de 40 a 50 minutos do parque. Outra opção, Hoedspruit, também com aeroporto, é uma cidade com mais estrutura e mais próximo das entradas do meio do parque. Komatipoort fica bem perto de um portão de entrada, na borda inferior do parque.


Hospedar-se próximo ao Kruger é bom para quem não quer dirigir, pois pode chegar de transfer ou avião e fechar com agências locais os passeios ao parque. Geralmente as empresas buscas os visitantes de manhã no hotel, ou nas proximidades dele, e retornam fim de tarde. Também é bom para quem quer explorar melhor a região, como fazer os pontos da rota panorâmica, sem precisar trocar de hospedagem para isso.


Notem que pode ser uma opção mais cansativa, pois você passa o dia todo dentro do Kruger, numa excursão, sem pausas durante o dia.


Quanto a categoria das hospedagens, encontram-se variadas opções para todos.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo