Como é se hospedar dentro do Kruger Park!


Foram 3 dias e 3 noites vivendo um contato total com a natureza! Essa foi uma das experiências mais especiais que já tive na minha vida! Sei que muitas pessoas também têm vontade de fazer, mas que há muitas dúvidas! Então vou contar a minha experiência e dar várias dicas para incentivá-lo ainda mais a querer fazer!


O Kruger Park é o maior parque nacional da África do Sul com aproximadamente 20mil km2. Ele é subdividido em 12 main rest camps onde você pode se hospedar neles. Dado o tamanho do Kruger, cada camp vai tendo as suas próprias características como incidência de animais, modificação da flora e assim por diante.


Os camps são sempre fechados com grades então não precisa ter medo que nenhum animal feroz irá atacá-lo no meio da noite, no máximo um macaquinho. Para os pais que querem levar seus filhos, a idade mínima para fazer safári é 6 anos.


macaquinhho querendo nos fazer uma visita.

Sempre há restaurante que serve todas as refeições, como também um mini mercado acoplado num mini shop. A estrutura é boa, tudo bem organizado e seguro.


As acomodações variam: você pode levar a sua própria barraca e trailler ou dormir nas tendas ou bangalôs deles. Dentre as opções de bangalôs há com diferentes capacidades de pessoas, com banheiro e cozinha compartilhados ou privados. Nós pegamos um bangalô para quatro pessoas com tudo privado de frente para o rio, foi uma delícia. A estrutura é mais rústica, mas muito agradável, tinha banheira e todos os quartos sempre com ar condicionados. Ah, e na frente de cada casa tem uma mini churrasqueira!


Ficamos duas noites no Skukuza e a última noite no Satara. A ideia inicial era ficar no Skukuza e no Lower Sabie que fica ao lado, mas na época já não tinha mais acomodações como queríamos. E isso que fechamos com 6 meses de antecedência e fomos no fim do verão que nem é a época de alta temporada para o safári. A melhor época para ir é no inverno onde a mata está mais baixa e assim se consegue ter mais visibilidade dos animais. Mas, não tivemos nenhuma dificuldade para vê-los!


O Satara fica a 90 km de distância do Skukuza então até chegar nesse camp (se anda no máximo a 50 por hora) fomos fazendo safári e vendo muitos animais no percurso! Acho que por isso valeu muito a pena senão você acaba ficando só pelas rotas perto do seu camp e não desbrava outras áreas do Kruger. E também quando saímos do Satara já estávamos perto dos pontos da rota panorâmica que tínhamos mais interesse.


Existem alguns portões de acesso ao Kruger então sempre se tem que checar qual o portão fica mais próximo ao seu camp, porque senão você terá que dirigir durante horas, ou pior, nem poder entrar. A partir das 18hs o acesso aos portões do Kruger e dos camps é impedido, a partir deste horário você só pode circular na área delimitada do seu camp. Então se seu camp fica a duas horas do portão e você chegar as 17h eles não te deixarão entrar.


Lá dentro você pode fazer os games drives, que são em carros 4x4 com guias, ou então fazer self drive, onde você mesmo sai andando com seu carro pelo parque, vale muito fazer os dois.

Os games-drives efetuados pelos camps são três: O Sunrise que geralmente parte as 4h30 da manhã e retorna as 7h30. O sunset que acontece das 16h30 as 19h30 e o noturno que acontece das 20h as 22h (os horários podem modificar de acordo com as estações). Fizemos as três opções, o que mais gostamos foi o sunrise e o que menos gostamos foi o noturno, pois a noite é um breu então é difícil ver os animais e quando se acha algum a visibilidade não é das melhores e muito menos as fotos. As únicas luzes disponíveis são os faróis do carro e as lanternas. Mas valeu a pena fazer mesmo assim, pois nesse vimos pouco, mas vimos o rinoceronte e o búfalo e assim conseguimos concluir os nossos big fives!


Um dos motivos que vale se hospedar dentro do kruger é a oportunidade de fazer o game drive sunrise e o noturno, pois se você se hospedar fora só poderá ficar lá dentro das 8h às 18hs. Nenhuma outra empresa pode circular lá dentro depois desse horário, exceto a do próprio Kruger.


Dentro do Kruger não há acomodação luxuosa que são os famosos lodges. Essas ficam nas imediações do Kruger, possuindo acessos privados, ou então ficam em reservas particulares nas proximidades do Kruger.


Dica para ver os animais em seu self drive: em todo camp tem um mural onde as pessoas colocam imãs da cor dos animais e onde viram no mapa, então através disso você traça a rota pra fazer seu próprio percurso analisando a incidência dos animais que mais quer ver. Outra dica é dirigir na beira dos rios que também há grande probabilidade de ver animais. O leopardo que é dos big five o mais difícil de se conseguir ver, vimos quando estávamos fazendo nosso próprio self drive.


Quando estiver fazendo o self drive jamais saia de dentro do carro ou ande de janela aberta!! Fora estar colocando sua vida em risco se alguém do parque lhe ver você ganha uma multa bem salgada!! O mesmo por andar acima da velocidade permitida e, pasmem, há polícia com radar móvel lá dentro! Os únicos lugares que você pode sair do carro por sua conta e risco são os locais descritos como “viewpoint”.


Além dos big Five que são o leopardo, leão, elefante, búfalo e rinoceronte (vimos muuuitos elefantes e leões com suas famílias), vimos também girafas (lindas), zebras, antílopes de muitos tipos, Gnus, hipopótamos, crocodilo, iena, raposa, coelho, macacos, diferentes tipos de pássaros... Era incrível ver os filhotes com seus pais vivendo livres e em família. E também era fantástico vê-los atravessando a estrada quando estávamos passando, vimos muitos animais assim! E, falando nisso, as estradas lá dentro são ótimas, na hora de alugar um carro não precisa se preocupar com o modelo, pois qualquer carro você dirige muito bem lá dentro. Nós alugamos um Corolla pensando nas malas.


Ainda há uma mísera incidência de malária na região então é bom levar um kit repelente pra usar lá dentro. A dica é não levar do Brasil e sim comprar lá nas farmácias deles onde os repelentes são mais fortes e voltado para os tipos de insetos da região. Nosso kit foi um repelente em creme que passávamos nas partes que ficavam de fora da roupa e um de spray que passávamos por cima da roupa toda, pois como estava um pouco quente usávamos roupas finas onde a picada poderia passar. E também um palm lips, pois o clima lá é bem mais seco e os nossos lábios racharam nos primeiros dias, isso até antes de chegarmos ao parque.


Para fechar as acomodações e reservar os games drives se faz tudo diretamente no site do Kruger (https://www.sanparks.org/parks/kruger/), ele é todo em inglês e com tantas abas e informações que você pode ficar perdido. Mas depois de vasculhar bem e entendê-lo ele se torna bem funcional e com muitas informações de grande valia. Quem conhece o nosso trabalho, já sabe que fechamos tudo para os nosso clientes e de forma direta, então qualquer dúvida pode contar conosco para fazer tudo por você!


Até! Krystal.

#kruger #krugerpark #africadosul #southafrica #restcamps #camp #skukuza #lowersabie #satara #bigfives #bangalos #gamedrive #selfdrive #safari #africa #gamereserve #lodge

129 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo